terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

às vezes o nada é tão grande
que me faz tropeçar e perder o rumo...
tudo me faz perder a crença
nesses estranhos jogos que a humanindade adaptou

fico imóvel e vejo o mundo rodar
fico tonto com as voltas da vida
choro pelos que sofrem
Sofro por mim... Sofro!

talvez assim descubra onde se alojou a dor que me desperta a tristeza
talvez assim eu saiba a razão pela qual sou assim.


desligo o sol e bebo a escuridão.

talvez assim eu não veja mais ninguém
talvez assim não te veja mais
talvez assim eu não te encontre
talvez assim vem tu à minha procura e me faças acreditar que o amor existiu.

falo de tudo e nada
de tudo, porque às vezes sinto que não sou nada
de nada, porque gostava que fosse o meu tudo.

10 comentários:

Fabi disse...

Tenha essa sensação da grandeza do NADA, chega a ser angustiante, paralisante, deprimente.

adoro seus textos...

Beleza de Ser disse...

Isso tá muito bom, mas assim, esse trecho aqui:
"tudo me faz perder a crença
nesses estranhos jogos que a humanidade adaptou"
Me tira completamente o folego!

Abraços.

tony disse...

tudo me faz perder a crença
nesses estranhos jogos que a humanindade adaptou [2]... simples assim.

nuriah disse...

hj eu desliguei o sol e estou bebendo a escuridao literalmente.
Como podes escrever o que estou sentindo se nem me conheces...

Rodrigo Brower disse...

O amor é sempre visto como o outro tudo e nos como nada, isso que gera tanta sofrimento.. =/ Bjs qrdo

Abigaiu com u disse...

Pasmei - tive um insight de semiologia nesse seu texto - se não fosse tão obtusa diria que você roubou meus pensamentos. Tedoro

byfranzao disse...

É tudo, porque é tudo o que tem de tudo o que sabe de tudo o que tudo quer. bjos

Maduro Gay disse...

Interessante. Muito interessante!!

Paloma Viricio disse...

Amei seu blog...querido! Lindas palavras...iluminadas pelo dom de como você integra cada uma perfeitamente.Vi no seu perfil que ama as reticências...somos dois! Quando puder passa no meu blog e deixe sua marquinha lá! Bjus!

butterfly disse...

palavras lindas de tirar a voz a qualquer pessoa...
eu, fã das palavras, vou passar a seguir este blog...parabéns pelo blog e por este momento da plenitude das palavras...
já agora deixo também o meu blog :
http://omeumundodepalavras.blogspot.com/