quarta-feira, 8 de outubro de 2008

"o pensamento que penso de você"

"(...)Nada o que eu penso de você ameaça.
(...)
Boas e bobas, são as coisas todas que penso em você.
(...)
Sei que é meio idiota, mas gosto de pensar desse jeito,(...). Fecho os olhos, faz tanto bem, você não sabe. Suspiro tanto quando penso em você, chorar só choro às vezes, e é tão frequente.(...), mas penso tanto em você que na hora de dormir vezemquando até sorrio e fico passando a ponta do meu dedo no lóbulo da sua orelha e repito em voz baixa te amo tando dorme com os anjos. Mas depois sou eu quem dorme e sonha, sonho com os anjos."
Trechos do texto
Carta Anônima
de Pequenas Epfanias,
Caio F. Abreu.

2 comentários:

Ronaldo Rodrigues. disse...

olaá.
nossa muito bonito esse texto que vc postou. Quem dera todos os amores fossem assim !
Parabens pelo blog.
abraços

DO disse...

Torcendo sempre por vc,grande SILVIO

:)

Abração!!