quarta-feira, 8 de outubro de 2008

s.a.u.d.a.DE.se.jo.

é na saudade meu desejo de te ver
é na saudade meu desejo de te ter
é na saudade meu desejo do prazer


me perco nos meus desejos.

2 comentários:

Edu e Mau disse...

Seu Silvio, seu Silvio... todo dia um poema mais lindo que o outro, mas todos tão cheios de dor e saudade... Quero um outro poema! Quero um poema feliz, de reencontro ou de novo-encontro! Um poema de paixão renovada ou recém-adquirida. Ou um poema de amor-próprio, de passeio pelas estradas primaveris da cidade ou talvez de auto-felação. Mas te quero fora desse clima logo logo, viu?

Beijo!

Sieger disse...

pra mim, são três pontos...