sexta-feira, 8 de junho de 2007

Inconformismo

Eu queria
Eu queria mudar os rumos
Alegrar as pessoas
Sorrir a vida, imaginar esperança
Eu queria
matar a sede, fazer os pingos da chuva
a dança preferida da seca, motivar oprimidos
Que sem ruído mastigam o seu insuportavél destino
Eu queria
saber cantar, tocar o som formoso
Letrar e musicar a valsa mais perfeita
para a humanindade bailar
Eu queria
Suportar mais
Enxergar por sobre os montes e vales
Descobrir os gemidos e ais
Avançar sempre por caminhos sobrenaturais
Eu queria
Não perder a euforia
Acalentar o ssonhos
Eu queria
Poder sobrevoar o futuro até a última profecia
Eu queria
amar sem parar
amar sem vestígios
sem ciúmes
Conquistar, fazer notar a falta e me retirar
Eu queria
Apertar os cintos, voar em buscar do
arco-íris, singrar horizontes
Velejar nas alturas
os bons ventos de outono
Eu queria
Poder lutar pelas idéias
Exigir justiça para todos
Aclamar...
Enfim a vitória do povo
Eu queria voltar às origens
reecontrar o sol
Reelembrar, escolher a vida
E ressugir
Forte
Eu queria...
Eu queria mesmo era nascer de novo.
Sílvio Pulchro

"Por que já vem a saudade se a pouco sua presença tinha me alimentado???? Será que é isso que também acontece com você???? Rápido, talvez não ideal.... mas uma confirmação: nos queremos!!!!"

5 comentários:

adriano disse...

o.O' nussa!
Adorei isso.
Queria vir aki e fazer uma avaliação critica sobre tudo isso q escreveu mas... nao é meu forte...
MAs d uma coisa tenho certeza... todo seu sentimento esta aew entre essas palavraS
BjaO leK :*

Eduardo disse...

Queria poder alcaçar seus pensamento, penetrar seus sentimentos... enfim atinjir o seu entendimento.

Eduardo disse...

... mas como não posso, contento-me com sua rara presença, seu jeito criança e a doce lembrança de ti recordar.

DO disse...

É impressão minha ou os sentimentos estão à flor da pele por ai?????

Vitor Hugo disse...

Amor te achei aki :P
mto lindu seu blog em ta de parabens =D Adorei