sexta-feira, 24 de outubro de 2008

...

...de tudo o que não vi

a saudade que eu sinto...



apenas imagino

grande vazio

escuro e frio.

o quase tocar

sinto algo

quase vibrar

...mas não é nada?



é,

permito sonhar...

ate que ponto?

4 comentários:

Teresa disse...

como até que ponto?

ATÉ SEMPRE!

bjosss

Carlinha disse...

Sonhar é ser livre dos límites, nos sonhos tudo é possível. Não vamos deixar ninguém colocar pontos...

Beijos!

Carlinha disse...

Espero que não pense que vim me intrometer no teu poema. Ficou lindo!
Beijão!

.marionete. disse...

Sonhar é a única coisa que ainda não nos tiraram ou privaram com um imposto.. sonhe meu bem, sonhe.. nós ainda podemos!

Beijão!! òtimo fim de semana!!
http://marionetedesgovernada.blogspot.com/