quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Medo do Desconhecido

Então isso era a felicidade. E por assim dizer sem motivo. De ínicio se sentiu vazia. Depois os olhos ficaram úmidos: era felicidade, mas como sou mortal, como o amor pelo mundo me transcende. O amor pela vida mortal a assassinava docemente, aos poucos. E o que é que eu faço? Que faço da felicidade? Que faço dessa paz estranha e aguda, que já esta começando a me doer como uma angústia, como um grande silêncio? A quem dou minha felicidade, que já está começando a me rasgar um poucoe me assusta? Não, não quero ser feliz. Prefiro a mediocridade. Ah, milhares de pessoas não têm coragem de pelo menos prolongar-se um pouco mais nessa desconhecida que é sentir-se feliz, e preferem a mediocridade.

Clarice Lispector.


Frio na barriga. Mãos geladas. Estou com medo. Medo do desconhecido. Medo do novo. Nova etapa na vida. Enfrentar uma pós-graduação. Mas já? Eu ainda nem esqueci a minha pré-escola, onde cantava músicas infantis: “Mariana conta um/ viva Mariana/ Mariana conta dois/ viva Mariana/ viva Mariana”. Lembro-me também das minhas turmas no primário (1ª a 4ª série), aonde toda manhã antes de ir para sala de aula a gente tinha que formar filas para cantar o Hino Nacional. Foi na 3ª série que senti minha mão arder, levei uma palmatória na mão direita por responder uma questão errada de matemática.Pronto, agora cheguei ao ginásio (5ª a 8ª série), o Pingo de Gente aqui já se achava homem. Foi na primeira turma do ginásio que experimentei “colar”. As pernas trêmulas, nem sabia como era isso. Estou no colegial... Três anos que pareceram uma eternidade, - nunca gostei das discíplinas de exatas.Concluído o colegial, como todo menino normal (ou não) decide entrar no Seminário. Passa pouco tempo. Sai. Espera praticamente um ano e decide prestar um vestibular. Passa no vestibular em Letras. Estuda um ano e adivinhem... larga a faculdade. Resolve estudar Artes. Presta o vestibular para Artes Cênicas. É aprovado na primeira chamada o Pingo de Gente. Ansiedade matando enquanto aguarda a segunda chamada. Pronto! Fiz matrícula. Foi uma tortura até o início das aulas na nova faculdade. Esses foram os anos que passaram rápido que nem deu pra eu ver direito as coisas. Já sou agora um licenciado em Artes. (ui, frio na barriga)
Agora que minha barriga não está mais com frio. Sinto ela congelando a cada momento que penso que vou começar a minha pós-graduação. Minha cabeça gira quando coloco minhas dúvidas: especialização em quê? Arte-Terapia? Arte-Educação?
E minha pesquisa será sobre o que? Uma luz, por favor! Será que terei tempo para fazer um curso em Fotografia? Acho que estou ficando louco. O Pingo de Gente está se tornando um dilúvio.
Jesus, Maria e José. E agora?Agora o Pingo de Gente cresceu e já é adulto. Cheio de responsabilidades.



Dai-me uma luz minha doce e querida Clarice.


Um bom fim de semana a todos vocês!
Vou agora pensar e estudar minhas idéias. Depois compartilho aqui para usteds.

21 comentários:

Beleza de Ser disse...

Coincidência ou não, dia desses tive que fazer uma narrativa das mesma experiencias que você pintou ai. E por incrível que possa parecer, o frio na barriga e as mãos geladas são sempre constantes. Me acompanham desde sempre. E o que falar do medo do desconhecido?

Pedro disse...

Clarice é sempre uma ótima pedida!

Lidiane disse...

Que sua escolha seja a melhor escolha. Porque foi sua.
E que a nova etapa seja cheia de brilho.

Um beijo.

Jana disse...

Felicidade as vezes da medo...

Sabe, normal o frio, estranho seria se não tivesse, iria ser de um vazio sem tamanho pra quem se propoz a trabalhar com arte...

Eu não sou da área (mas odeio exatas tb rs), mas acho arte terapia muito interessante. Mas só vc e o frio, podem escolher!

Beijo e boa sorte

DO disse...

Torcendo para que suas idéias sejam iluminadas e abençoadas,SILVIO.
Por que será que temos que passar por isto durante TODA a nossa vida??

Coisa chata,né?

Força!!

Abração!!

Daniella Ricciardi disse...

Vai dar tudo certo.. como sempre deu até agora.. Tudo que é novo nos assusta.. Mas qual a graça de viver sem isso...? Qual a graça de viver sem mãos trêmulas e frios na barriga..?? Eu estou acabando minha segunda faculdade.. E estou adorando o que estou sentindo...

Beijooos...

Sieger disse...

Aiii, pos graduação... saudades de quando eu ainda estudava...
hj fico a mercê do mercado de trabalho.

Betho Sides disse...

Conforme a sua narrativa, tantas coisas já aconteceram e passaram, qual é o medo? Você já venceu agora é tirar de letra. Para vc...FÁCIL. Abraço e bfs

Jéssica Miranda disse...

O desconhecido é desafiador!
Esteja sempre aberto ao novo!
VocÊ lembra a primeira vez que mordeu uma maçã?

E porque será que a come até hoje?
Engraçado não lembrar desse momento, e no passado isso teve sua primeira vez, foi um gosto novo em sua boca!

Porém certas coisas chegam tão devagar em nossas vidas mas grava pouco a pouco seus sabores entre nossas vidas e nos faz querer sempre mais!
um ótimo fim de semana!

mundo a fora disse...

utimamente tenho sentido muitos medos tambem e me parece q vem um de estress agudo q estou sofrendo..

porém a vida é feita de desafios e esses precisam ser superados. siga em frente com a uma coisa natural ai vai se sentir como se estivesse na pré-escola novamente. assim é a vida...viva com intensidade esse momentos q será inesquecivel

bjos. ótimo fim de semana!

sucesso!

Luifel disse...

Pois é isso mesmo meu caro! O novo o desconhecido, causa medo, espanto, frio na barriga...Como diz Henri Nouwen (vc conhece?) a gente teme o novo porque está habituado ao velho e ele é muito cômodo...na nossa vida é assim também...

Então, bora pra frente! O que importa é lançar-se!

Abção!

Luifel disse...

PS: Só pra acrescentar...o livro que vc tá lendo fala sobre a minha profissão de forma velada...huahua, a dedicatória é pra os bibliotecários do mundo... [é pra mim tb, caramba!]...huahua

Abção!

Daniele V. disse...

Sempre surge um medinho quando eh preciso tomar decisoes importantes na vida. Decisoes que vao fazer o complemento de uma nova fase.

Desejo-lhe um bom desempenho e que voce esteja certo no seu caminho.

Teresa disse...

ééé, beinnnnnnnnnnnn
um dia a gente cresce. e junto com nossa altura, cresce nossa responsabilidade!

=*

Sônia disse...

Boa sorte! Que pinte grandes idéias
nessa sua cabeça!

Abraço!

Carol Rodrigues disse...

Tudo que é novo dá um frio na barriga. A incerteza, o inesperado...
Adorei a junção com Clarice

Bjocas

Guria disse...

Todo mundo passa por isso eu tambem estava com muito medo de vir morar sozinha longe da minha familia por causa da faculdade, mas sempre abemos que abrir mão de algo pra conseguir alguma coisa.
Que tua escolha seja a certa, vai dar tudo certo;

Beijos e sorte

Bruno disse...

Engraçado, mas temos tanto medo do desconhecido néh? OU do que você ouviu a sua vida inteira pessoas dizendo que é errado...

=/

Jarbas disse...

antes de qualquer coisa devo dizer que eu amo Lispector.

medo é uma coisa normal ... o novo sempre nos assusta.

abraços.!

Cin disse...

O novo sempre assusta mas tbém tem um "Q" de desafio empolgante.
Boa sorte na nova jornada.
Bjos!

Mariah disse...

e a vida passa assim pela gente...nos surpreendendo todo dia...com essa sequencia de dias...maluca...que não nos dá tempo para vê-la passar...para vê-la passando...já passou.