quinta-feira, 17 de maio de 2007

Alguém chamou de demência,
Amar sem por perto estar.
Quem disse que a ausência,
Não condiz o verbo amar?

2 comentários:

Carlinha disse...

Como eu não vi isto antes? Preguiça... Desculpe.
Parabéns pelo poema, lindo!
Beijos!

Sieger disse...

Afe, nem me fale...
Mais demente ainda e quem nao ama!